domingo, 21 de agosto de 2016

Gostosa e saudável: a COUVE

Direto da terra

Para ter bons resultados no cultivo de uma HORTA alguns cuidados são necessários. É importante obter informações sobre todo o processo, do plantio à colheita, e dos tratos culturais indicados para cada espécie. Mas é fundamental também que se conheça as características da hortaliça a ser cultivada.

A seguir, ficha técnica da COUVE, lembrando que todas as informações aqui descritas provêm de pesquisas em livros, boletins e revistas de Instituições especializadas, podendo ocorrer pequenas variações de informações devido a vasta (bio)diversidade existente e da prática e preferências de cultivo de cada horticultor.


Brassica oleracea




A couve é uma das hortaliças que deveria estar SEMPRE presente em nossa alimentação. Suas folhas em tom verde forte guardam vários nutrientes importantes à saúde e a boa nutrição de nosso organismo. 


Veja post sobre a couve orgânica no blog: Come-se - Neide Rigo

Possui muitas indicações na medicina alternativa como para males do estômago e como fortalecedora.


Contém cobre, cálcio, ferro, potássio, minerais e vitaminas (A, B e C).


A couve, originária da Europa, é cultiva por todo Brasil. 
Da família das Brassicaceae, a mesma dos repolhos, brócolis e couve-flor, tem folhas tenras e carnudas.  Existem diversos cultivares com cores e formatos diferentes, inclusive as ornamentais, para jardins.


As comestíveis







As ornamentais



CLIMA: aprecia sol direto, podendo ser protegida com sombramento em regiões de verão muito quente.

SOLO: argiloso, rico em matéria orgânica. Não tolera encharcamentos.

PLANTIO: utilizar mudas - de rebentos laterais que surgem na própria planta, quando estes atingirem 20 cm. Plantar em linhas, com espaçamentos de 50 cm por 1 m.


Essa hortaliça pode crescer por vários anos, chegando até 
2 m de altura.

Veja mais em: Couve





Nenhum comentário:

Postar um comentário