quarta-feira, 11 de abril de 2018

Ciclos naturais


SEMEAR E PLANTAR COM A LUA

A Lua exerce uma força gravitacional sobre a Terra e isso é comprovado cientificamente principalmente no que diz respeito às mares - movimento de subida e descida da água do mar.

Mas há quem acredite em outras influências da Lua sobre nossa vida como na hora de cortar cabelos e até mesmo como diriam nossas avós, na hora de parir.


Outra influência muito marcante é a influência da Lua na agricultura.

Semear e trabalhar com a Lua é considerar as plantas como organismos vivos, e não como objetos inanimados.
Na produção de alimentos, a influência da lua sobre as plantas é conhecida pelos agricultores desde a antiguidade. É milenar o conhecimento que os chineses detêm, por exemplo, sobre o corte do bambu e madeira: a ser realizado entre lua minguante e a nova, quando o teor de seiva e umidade dentro dos troncos é menor.
Usando este conhecimento é possível trabalhar com o ritmo da Natureza e usá-lo em beneficio da plantas.


A lua passa por quatro fases: minguante, nova, crescente e cheia. Cada fase dura sete dias.

Lua crescente
Fase em que a seiva é atraída para cima, para as folhas, favorecendo o crescimento da parte superior da planta.
Período favorável ao plantio de cereais, frutas e flores e colheita de verduras.
Boa época para se fazer enxertos e preparar o solo com compostos e cobertura vegetal (mulch).

Lua cheia
Colher plantas medicinais e frutos — os frutos estão mais suculentos devido a maior quantidade de seiva encontrada nos frutos. Plantio desaconselhado.

Lua minguante
Nesta fase a força da seiva diminui, indo para a parte inferior da planta.
Iniciar o plantio de plantas de raízes, como a beterraba, cenoura, cebola, batata… Colher as raízes e vagens pois a planta encontra-se com menos seiva o que facilita a cozedura. Colher o milho, abóbora e outros para armazenamento, porque resiste mais ao ataque do caruncho.
Boa época para podar.
Colher as sementes uns dias antes da Lua Nova.

Lua nova
Nesta fase a seiva atinge o seu pico máximo de retrocesso.As plantas têm baixa resistência às pragas. Plantio desaconselhado.



Do que precede tiramos as regras seguintes:

- entre a lua minguante e a nova deve ser plantado tudo o que dá “abaixo do solo” (raízes, tubérculos, rizomas e bulbos comestíveis)

- entre a lua crescente e a cheia, deve-se plantar tudo o que dá “acima do solo” (folhas, flores e frutos comestíveis).


OUTRA CURIOSIDADE

O calendário biodinâmico


O calendário biodinâmico divide o ano em dias favoráveis e desfavoráveis para os trabalho com a horta e jardim. Estas divisões são definidas pela movimentação da Lua e dos planetas no contexto das constelações do Zodíaco, no seu ciclo de 27 dias.

A relação entre a lua e as constelações determina o que deveremos fazer no campo (e também em casa!).

Existe uma relação entre a posição em que a lua se encontra nas constelações e os órgãos das plantas que se encontram em maior atividade.

Se a lua se encontrar numa constelação do elemento fogo (áries, leão, sagitário) estamos num dia de fruto e por isso é o fruto da planta que está mais potencializado. É por isso que devemos trabalhar as culturas que nos darão o fruto – as courgetes, os tomates, as abóboras,… É também nestes dias que deveremos fazer as podas para que possamos ter frutos vigorosos.

Se a lua se encontrar numa constelação do elemento terra (touro, virgem, capricórnio) estamos num dia raiz e por isso são as raízes que estão mais ativas. Nestes dias devemos semear, transplantar e cuidar de vegetais de raiz ou tubérculos.

Se a lua se encontrar numa constelação do elemento água (cancêr, escorpião, peixes) o dia é chamado de folha e por isso são os vegetais de folha a quem devemos dar particular atenção – couves, alface, salsa,…. Para a colheita deste tipo de vegetais é preferível, no entanto, escolher dias de fogo ou ar para que eles se conservem melhor.

Se a lua se encontrar numa constelação do elemento ar (gêmeos, libra, aquário) deveremos tratar das plantas das quais estamos interessados em obter as flores como por exemplo a couve-flor, os brócolis e as flores em particular.

Há calendários que podem ser consultados online e que nos dizem em que tipo de dia estamos.

Para saber mais sobre o percurso de aprendizagem de Introdução à Agricultura Biodinâmica consulte:


terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Casa Florida

Iniciando 2018 falando sobre flores.


Gerânios

Para deixar a casa florida o ano todo é importante saber que as plantas têm um ciclo de vida. Este ciclo é regido pelo tempo, através das estações do ano com seus períodos de calor, chuva,
baixa umidade e frio.

Flor da Azulzinha

Também é importante saber que algumas plantas são perenes, duram muitos anos. Outras têm ciclo de vida curto e perecem em poucos meses. Seu ciclo de vida resume-se à nascer, crescer, dar flores e frutos e morrer.


Kalanchoes

Muitas vezes as pessoas se queixam que mataram uma planta, 
mas pode ser simplesmente que a espécie tenha cumprido seu ciclo. 

Para manter a casa florida é preciso observar quais as plantas que florescem nas quatro estações, lembrando que esse ciclo não funciona com exatidão.


Amor perfeito

Então para saber quais são as flores da estação comece a visitar floriculturas e ver o que está florido. É possível observar isso também nos canteiros da cidade ou nos shoppings. 


Kalanchoes, crisântemos, violetas, são exemplos de plantas que florescem o ano todo. Colocadas em ambientes internos, harmonizam e alegram espaços. Duram até dois meses floridas.


Rabinho de gato


Existem algumas espécies que são mais rústicas, indicadas para jardineiras e canteiros, dão flores o ano todo como azulzinha, onze horas, gerânios, rabinho de gato...


Bola belga

Para manter a casa florida o ano todo deixo algumas dicas:

- tenha um cachepô onde possa colocar vasos de flores da época. Elas duram floridas de um a dois meses em ambiente interno ou meia sobra. Após esse período e, respeitando o ciclo da vida, faça compostagem com a planta e coloque outra no lugar.

- para jardineiras a dica é replantar os vasinhos com flores, colocando terra adubada. Elas vão durar mais desse modo. Depois é só proceder da mesma maneira anterior.

- a rega é muito importante. Flores gostam de umidade mas não encharcamento. 




Compartilho algumas espécies que possuem belas flores:


VERÃO
OUTONO
INVERNO
PRIMAVERA
Zínia
Flor de maio
Amor perfeito
Agapanto
Margarida
Bacopá
Azaleia
Rosa trepadeira
Camarão amarelo
Lírio
Boca de leão
Begônias
Ipomeia rubra
Planta batom
Ciclame
Amarílis
Hortênsia
Jasmins
Marianinha
Jasmim sambac
Flor canhota
Camélia
Prímula
Crossandra



Bom ano!



terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Feliz Ano Novo!!

HORTAR!!

Para finalizar o ano, pensei em postar uma mensagem no blog... Foi aí que me deparei com a palavra HORTAR.


Segundo o dicionário, hortar é um verbo transitivo direto que significa cultivar qualquer espaço para plantação de hortaliças.
Hortar então é sinônimo de cultivar e de forma figurativa podemos cultivar o que desejarmos.
Então, meu desejo de final de ano à todos aqueles que curtiram meu blog é que sigam hortando por 2018.
Hortar no quintal, na varanda, em canterios ou jardineiras... sem medo de errar.
Hortar bons sentimentos ...
Hortar cultura e conhecimento...
Hortar atitudes em busca de uma situação política decente em nosso país, em 2018...
Hortar fé e esperança nos canteiros das nossas vidas.
Feliz Ano Novo!!