sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Esses minúsculos
PULGÕES


Conhecidos como afídeos, pulgões são insetos que se alimentam da seiva das plantas. Apesar de minúsculos eles podem levar a planta a morte.



Existem várias espécies de pulgões: com asas e de várias cores. Eles atacam principalmente brotos e ramos novinhos.



Para ajudar a combater o problema, a observação constante é muito importante pois ajuda a identificar logo no início esse e outros insetos. Observar a horta e o jardim é precioso e prazeroso.

Outra forma de eliminar os pulgões, desde que não haja uma infestação, é esguichando água suavemente, passando os dedos pelas folhas e brotos, como se estivesse lavando as folhinhas. Repetir quando for necessário.

Óleo de neem, um produto natural, vendido em floriculturas e casas do ramo, também é indicado para o combate à esses insetos. Observe a indicação de uso e diluição no rótulo.

Ás vezes, uma mistura de óleo e água, pulverizada sobre as folhas, pode dar resultado também.



Existe o controle da própria natureza, insetos que devoram pulgões. A joaninha por exemplo, é amiga da horta e do jardim. Já as formigas, estabelecem uma relação interessante com os pulgões. Elas acabam protegendo-os de certos inimigos pois adoram se alimentar da secreção que os pulgões liberam - docinha, docinha.  



Lembre-se: receitas caseiras, na maioria das vezes são as mais indicadas. Defensivos químicos devem ser evitados, salvo necessidades específicas e com orientações de um agrônomo.

Receitas:

- deixe de molho 50 a 70 grs de cravo da índia (ou pimenta do reino ou alho fresco macerado) em 450 ml de água por 24 horas. Depois borrife sobre as folhas e áreas infestadas.

- Bata no liquidificador 1 litro de água com 10 folhas do tomateiro, uma pimenta dedo de moça e um dente de alho. Coe e borrife nas partes afetadas.

A melhor hora para fazer a pulverização nas plantas é bem cedinho ou no final da tarde.




BOM TRABALHO!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário